Loja Física

51 3342.5959
51 3085.1959
51 3085.0959

Loja Virtual

51 3407.6559

Confira nosso horário de Atendimento:


Loja Física
Segunda à sexta-feira, das 8h30h às 18h
Sábados das 9h às 16h

Loja Virtual
Segunda à sexta-feira, das 8h30 às 18h

Endereço:

Rua Souza Reis, 519 - B. São João

Porto Alegre - RS - Brasil


Nossas redes

  • Facebook Social Icon
  • Google+ Social Icon
  • Black Instagram Icon
  • Pinterest Social Icon
  • Twitter Social Icon

O que é varejo de conveniência ou de vizinhança?

17/12/2018

Quem não gosta de fazer as compras perto de casa? Não precisar ir longe para atender as suas necessidades é muito bom. Esse é um conceito que vem mudando a cada ano moldando o comércio nas cidades, as lojas de vizinhança vêm se tornando cada vez mais presentes na vida dos consumidores proporcionando praticidade, rapidez e conveniente para efetuar as compras.

 

Não existe mais a necessidade de obter grandes estoques para ter uma loja, como era feito no passado, hoje em dia é preciso ter conveniência, proximidade e atendimento, isso mesmo as pessoas se pegam ao bom atendimento.

 

Esse novo comportamento do consumidor se deu depois que a inflação alta caiu e pelos inúmeros cenários econômicos que o Brasil passou e vem passando. Em vez de o consumidor ir a grandes hipermercados fazer compras grandes, ele prefere fazer compras pequenas e em mais vezes, seja para a semana, ou para o dia a dia, e até mesmo para repor algum produto que está acabando.

 

Dessa forma, tanto o varejo, quanto a indústria precisam se adequar aumentando as exigências perante o distribuidor. É uma troca justa para que ambos possam crescer e se manter na ativa. Essa mudança de contexto se faz necessária em prol do consumidor e do próprio varejo.

 

Os varejistas, donos de estabelecimentos pequenos fazem, cada vez mais, compras menores e em mais vezes, ao passo que as indústrias tem como preocupação manter os produtos nos pontos de vendas o que faz com que os distribuidores se tornem organizados e comprometidos, para que possa oferecer seus produtos a um maior número de pontos de vendas.  De acordo com pesquisas realizadas em 2013 por Nielsen todo consumidor que não encontra na gôndola do estabelecimento comercial o que procura, em média 70% troca de marca.

 

Esse comportamento dos consumidores acaba forçando os fornecedores a serem mais organizados o que faz com que a distribuição seja o processo mais importante, uma vez que existe hoje, mais de 1,2 milhão de pontos de vendas em todo o Brasil.

 

Porém é preciso observar o ponto de vista do consumidor, caso ele não encontre na gôndola o produto que deseja, no pequeno varejo, também pode atravessar a rua e buscar o mesmo produto em outro estabelecimento. Também pode encontrar produtos em lojas com preços menores havendo maior competitividade por preço baixo e bom atendimento, seja em uma farmácia, padaria ou supermercados próximos.

 

Essa é uma maneira de o varejista manter a saúde do seu estabelecimento e fidelizar os seus clientes, mantendo-se abastecido uma ou duas vezes por semana. Dessa forma pode-se manter apoiado em preços competitivos e estoques menores.

 

Compartilhar
Twitter
Please reload

Destaques
Please reload

Posts Relacionados
Procurar por Tags